A enxaqueca tem cura?

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Não. Podemos apenas falar em controle da frequência, da intensidade e dos sintomas associados às crises de enxaqueca. O paciente com enxaqueca possui uma predisposição de apresentar as crises diante de uma grande variedade de estímulos internos e externos, tais como: variações hormonais, estresse, consumo de alguns alimentos, estímulos sensoriais (luminosidade excessiva, ruídos, cheiros), alterações do ritmo do sono (dormir demais ou menos que o habitual), consumo de álcool e de alguns aditivos químicos (glutamato monosódico- substância adicionada a diversos alimentos industrializados e produtos usados na preparação das comidas chinesas e japonesas), etc.

Normalmente, as crises são desencadeadas devido a uma associação de fatores, e não a um estímulo isolado.

Perguntas respondidas pela Dra. Jerusa Alecrim, médica especializada em acupuntura, pediatria e no tratamento da dor de cabeça, enxaqueca e outras dores usando técnicas de acupuntura, medicamentos e neurociência.