Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Dores no Corpo ou Fibromialgia

Dores generalizadas

As dores generalizadas no corpo podem estar presentes em diversas patologias, mas de forma crônica e sem alterações nos exames laboratoriais e de imagem, são identificadas como Fibromialgia e Síndrome da Fadiga Crônica (as mais frequentes).

Fibromialgia

Fibromialgia

Na prática clínica, o diagnóstico de fibromialgia é dado aos pacientes com dor disseminada por todo o corpo, de intensidade variável, cuja causa não se consegue identificar. Parece ter um componente genético. A dor vem acompanhada de sensação de fadiga, dificuldades para dormir bem, sensação de cansaço ao se levantar e alterações do humor. Estes pacientes apresentam dor e outras manifestações, mas sem danos nas estruturas do corpo ou sinais inflamatórios. Os exames de sangue ou de RX não apresentam alterações que possam confirmar o diagnóstico de fibromialgia. Os sintomas que apresentam os pacientes com fibromialgia podem aparecer em outras doenças. Portanto, para o diagnóstico é fundamental a avaliação do médico.

Em 2011, o Colégio Americano de Reumatologia mudou os critérios para o diagnóstico da fibromialgia. A contagem do numero de pontos dolorosos no corpo deixou de ser importante no diagnóstico, pois esses são variáveis num mesmo paciente em diferentes momentos. Agora, para nós médicos, o mais importante deve ser o conjunto de sintomas do paciente. Normalmente, os pacientes com fibromialgia apresentam além da dor um aumento do número de vezes em que urina, alterações do sono, sensação de fadiga contínua, ansiedade, alterações gastrointestinais, dores de cabeça e depressão. Os pacientes podem ter outros distúrbios associados, tais como síndrome do intestino irritável, síndrome da fadiga crônica, cistite intersticial, distúrbios da articulação temporo-mandibular (ATM) e outras. Quem sofre destes sintomas deve sempre passar por minuciosa avaliação médica para que sejam excluídas outras patologias neurológicas, inflamatórias ou alterações da tireoide.

O objetivo principal do tratamento da pessoa com fibromialgia é o controle da dor e dos sintomas associados para possibilitar uma melhor qualidade de vida. Resultados de pesquisas mostram a melhora dos pacientes com o uso de alguns antidepressivos bem específicos, que já podem tratar a dor, o cansaço e os sintomas da depressão ao mesmo tempo.

A acupuntura médica pode ser associada, pois contribui para reduzir um pouco a dor, melhora o ânimo, o sono e reduz a ansiedade. O resultado dos exercícios físicos aeróbicos é muito expressivo, destacando-se entre todos os tratamentos já testados nesses pacientes. Estão indicadas também a hidroterapia, terapia cognitivo-comportamental e programas educacionais para o controle da dor e estresse. Esses programas educacionais você poderá encontrar na Clínica Alecrim.