Dor crônica – tem relação total com sistema nervoso, microbioma e estímulos elétricos

Atualmente, podemos fazer muito mais pelos pacientes que sofrem com dores crônicas, pois desde a metade da década passada aumentou de forma expressiva o número de pesquisas em neurociência e dor. Especialmente em três áreas houve grandes avanços:

1) Maior compreensão do funcionamento do sistema nervoso;
2) Entendimento na relação do conjunto de micróbios do intestino (microbioma) e seu papel no desenvolvimento e funcionamento do sistema nervoso;
3) Maior conhecimento dos efeitos dos estímulos elétricos na melhora do funcionamento do sistema nervoso (neuromodulação).

Venho acompanhando de perto grupos que vêm produzindo conhecimento em neurociência através de cursos de pós-graduação, estágios, leitura e como revisora de trabalhos científicos para revistas científicas internacionais.

Pessoas com dores de cabeça (enxaqueca, enxaqueca crônica e cefaleia em salvas), neuropatias periféricas (especialmente neuropatia diabética e neuropatia pós-quimioterapia) podem se beneficiar muito do uso prático desses novos conhecimentos.

Você tem alguma dor crônica? Venha saber o que é um atendimento exclusivo, integrativo e focado nas suas necessidades. 😉

Você e sua dor são únicos. Por isso, você merece um atendimento individualizado.

Vamos agendar uma consulta? Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo Whatsapp (19) 99516-8476.

Agende uma consulta

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *